Quem cuida também precisa de cuidado: A importância da rede de apoio no pós-parto

Quem cuida também precisa de cuidado: A importância da rede de apoio no pós- parto


Com a chegada do bebê, transformações ocorrem na vida do casal, e principalmente da mãe. Que além das mudanças físicas e emocionais, como inchaço nas extremidades, fraqueza, mal estar, privação do sono, inseguranças, dúvidas, medos e cobranças tanto da mãe quanto das pessoas que a cercam, também precisa se adaptar a uma nova rotina.

Por isso, ter uma rede de apoio disponível pode trazer benefícios a curto e longo prazo, para a mãe, bebê e casal. Através de orientações, ajuda prática tanto em relação ao bebê como limpeza e organização da casa, por exemplo, palavras de carinho, suporte emocional e escuta. 

A rede de apoio pode ser composta por pessoas das quais os pais se sintam seguros para receber auxílio nos cuidados com o bebê, portanto, o próprio pai pode ser uma rede de apoio, avós, amigos ou familiares próximos, profissionais da saúde, babás.

Ter uma rede de apoio facilita uma maternagem responsiva, principalmente em situações estressantes, e contribuí para a diminuição da sobrecarga da mãe, promovendo bem estar.

É importante ressaltar que cada mãe pode demandar diferentes tipos de apoio em diferentes circunstâncias, por isso, o suporte da rede de apoio deve sempre respeitar as necessidades e vontades da mãe.


Psicóloga Victoria S. A. Zuanazzi CRP 06/178224



Compartilhe:

Assine a nossa NewsLetter